Sábado, 30 de Agosto de 2008
PARA OS POLÍTOS E SINDICATOS APRENDEREM ATÉ QUANDO?

 
 
 

ESTA SEMANA  FUI DESFOLHAR O JORNAL DA ALDEIA (  O LINHAS DE ELVAS )

 

E FIQUEI MARAVILHADO COM  O QUE LÁ ENCONTREI UM SENHOR PROFESSOR A TENTAR  ABRIR AS MENTES DOS TARBALHADORES MAS PRINCIPALMENTE A DOS PILITICOLAS E DIREGÊNTES SINDICAIS .

É DE  APLAUDIR  HOMENS  COMO ESTES ,OS POLITICOS  NÃO OS CONVOCAREM DE QUANDO EM  VÊZ  PARA APRENDEREM.

PORQUE   DE SENHORES COMO ESTES É QUE SE APRENDE  COMO SE FABRICAM IDEIAS E ASSUNTOS DE INTERESSE NACIONAL  O MEU MUITO OBRIGADO PROFESSOR MIGUEL MOTA .

 AQUI DEIXO O TEXTO

 

 

Despedir ou não despedir

M MOTA - quarta-feira, 27 de Agosto de 2008 18:15

Compreende-se que seja muito confortável para um trabalhador por conta de outrem, saber que o patrão não o pode despedir. A nossa lei vai um tanto nesse sentido e esse é um dos grandes cavalos de batalha dos sindicatos. Mas essa 'protecção' a quem trabalha não terá alguns efeitos adversos nos trabalhadores em geral e na economia do país? Vejamos alguns pontos consequentes dessa alternativa, despedir ou não despedir.
Tenho visto e ouvido alguns senhores clamarem que essa história do trabalho para toda a vida acabou e que a norma actual é o trabalhador, ao longo da sua vida, passar por vários empregos. Vi mesmo um caso em que alguém afirmava que a duração média num emprego era de três anos, o que me parece ridiculamente pouco tempo.
Nenhum empresário digno desse nome despede um empregado eficiente enquanto tem trabalho para ele fazer. Mas se tiver grande dificuldade em o despedir, seja porque considera que ele não satisfaz ao que dele se espera, seja porque deixou de ter trabalho para lhe dar, ele vai pensar muito antes de admitir mais pessoal, mesmo quando, em determinada altura, poderia ampliar a sua empresa. Nalgumas actividades é vulgar uma empresa ter períodos de muito trabalho - que lhe permitiria admitir mais pessoal - alternando com períodos de mais escassa actividade. Se sabe que há risco de ter pessoal a quem tem de pagar, sem ter trabalho que valha o ordenado, prefere não ampliar a empresa. Também acontece - e com certa frequência - que o trabalhador que sabe que não pode ser despedido se desleixe e considere que não vale a pena esforçar-se.
A consequência destes factos é o recurso aos tais falsos recibos verdes, contratos a prazo até aos limites que a lei permite, menos desenvolvimento do país e mais desemprego. Se há alguma defesa, nem sempre justificada, para quem já está empregado, pode prejudicar-se - e muito - quem procura trabalho e não o encontra. Vale a pena pensar no problema.
Os sindicatos fazem enorme finca pé contra o trabalho precário e contra a facilidade em despedir, que pode originar os problemas referidos. Mas, embora eu não esteja directamente a par de todos estes problemas e só conheça o que de mais importante vem na comunicação social, não os vejo tratarem de alguns outros pontos de defesa dos trabalhadores que se me afiguram de grande importância. Um deles é o baixo salário mínimo que vigora em Portugal. Aos empresários que declaram não poder pagar mais pergunta-se como é que, para o mesmo nível de trabalho, os empresários de outros países pagam significativamente mais? A prova do facto é a emigração de muitos desses trabalhadores, que encontram noutros países, até na vizinha Espanha, melhor remuneração. A baixa produtividade portuguesa é essencialmente da responsabilidade dos chefes - a todos os níveis - e não dos operários.
Um outro caso grave, que vemos constantemente nas notícias, são os salários em atraso. O salário pago a tempo e horas é um dos mais importantes direitos dos trabalhadores. Julgo que é um caso em que a lei devia ser rigorosa e um atraso, mesmo inferior a um mês, originar, automaticamente, a penhora para os valores em dívida. Para muitos dos trabalhadores - e cada vez mais, devido às brutais perdas de poder de compra dos últimos tempos - qualquer atraso no pagamento causa problemas graves. Também, nalguns casos, como se depreende das notícias, os salários em atraso são por onde começam as medidas tendentes à extinção da empresa, seja por falência ou por deslocalização. Não me recordo de qualquer notícia de proposta sindical no sentido de combater o flagelo dos salários em atraso.
Estas considerações não visam emitir uma opinião do que e como se deve fazer. Apenas pretendem chamar a atenção para alguns problemas que talvez possam ter melhor solução.

Miguel Mota
__________________________
Investigador Coordenador e Professor Catedrático jubilado

 

 

 



publicado por CASTELO às 09:44
link do post | PODE COMENTAR AQUI | favorito
|  O que é?

6 comentários:
De COBARDE DISSE a 30 de Agosto de 2008 às 19:09
Esse gajo "trabalhou" na Estação de Melhoramento de Plantas e os amigos ofereceram-lhe um "Doutoramento", sem nada ivestigar e nunca ter feito nada na vida. Graças ao "Doutoramento" oferecido pelos amigos, no fim da vida profissional deu umas aulecas em Évora.

Toda a vida foi funcionário público e nunca fez nenhum, hoje ganha € 5000 de reforma.

Nunca nenhumma empresa privada o quis, porque nada sabe fazer.

Quem é esse parasita para recomendar o despedimento?


De CASTELO a 30 de Agosto de 2008 às 22:39
AMIGO COBARDE SE É PARASITA OU NÃO EU NÃO SEI MAS UMA COISA É CERTO ATÉ DEU PARA MOSTRAR AOS SINDICATOS E POLÍTICOS QUE TEMOS MUITO QUE REFLECTIR SOBRE O CÓDIGO DO TRABALHO E NÃO SÓ QUE ESTE SENHOR QUE EU NÃO CONHEÇO DE LADO NENHUM , DISSE ALGUMA COISA CERTA LÁ ISSO DIZ SE É CATEDRÁTICO OU PROFESSOR OU INVESTIGADOR TANTO ME FAZ :MERECE O MEU RESPEITO E O TEU TAMBÉM PORQUE SE TRATA DE UM SENHOR IDOSO PONTO FINAL .
TODOS NÓS TEMOS MUITO A APRENDER COM GENTE IDOSA .


De COBARDE DISSE a 1 de Setembro de 2008 às 00:11
"Eu também dispenso, mas não consigo deixar passar os ultimos comentários do Castelo ou Rebelde ou qualquer outra coisa. É preciso perceber a motivação das pessoas para criticar o Rondão e apregoarem a moralidade. A motivação do senhor castelo é a seguinte: o Castelo em tempos foi secretário ou tesoureiro da Junta de Alcáçoca, recebia dinheiro da Junta no fim de cada mês, mas não fazia nada. Não era trabalhador, era só conversa fiada e por isso nas eleições seguintes foi convidado a deixar o lugar a outro que trabalha mais do que ele.
A partir desse momento o Castelo ficou chateado porque já não podia receber o dinheiro da Junta sem fazer nada e passou a dizer mal do PS e do Rondão.
Este é o tipo de pessoas que estão a fazer comentários de oposição, é gente desta craveira moral que apoia o Tiago Abreu. É uma tristeza esta oposição em Elvas."

Fiquei indignado com este comentário no blog "cidadelvas".
O que é que tem a dizer?


De CASTELO a 1 de Setembro de 2008 às 13:19
Não fui convidado a sair mas sim a deixar o lugar para outros elementos se chegarem HÁ frente aqui no PS é assim ,fiquei na mesma junta de freguesia mas desta vês com um cargo de maior responsabilidade o de presidente da mesa da assembleia penso eu que não fui afastado mas isso teriam que perguntar aos membros da comissão eleitoral do PS loca.
Tenho essa impressão não sei .
Quanto ou restante não comento porque sempre apoiei l RONDÃO DE ALMEIDA PORQUE ATÉ AO MOMENTO TEM SIDO UM HOMEM DE ( H ) MUITO GRANDE E O TRABALHO ESTÁ HÁ VISTA SE ALGUÉM PENSA QUE EU O CRÍTICO É BEM POSSÍVEL PORQUE A CRÍTICA FAZ PARTE DA MINHA VIDA E DA VIDA POLITICA EU SOU UM CRITICO POR NATUREZA MAS UM CRITICO CONSTRUTIVO. AMIGO COBARDE PENSO QUE TENHA FICADO BEM ESCLARECIDO .


De COBARDE DISSE a 5 de Setembro de 2008 às 18:43
Não deixem de visitar o blog mais criativo de Elvas, Elvas-Melhor.
Cumprimentos do Patrício!

http://elvasmilhor.blogspot.com/


De COBARDE DISSE a 5 de Setembro de 2008 às 23:47
O comentador anterior está-se a gozar comigo, o blog chama-se:

http://elvasmelhor.blogspot.com/

e não:

http://elvasmilhor.blogspot.com/

como pretende fazer crer.
Cumprimentos do Patrício!


Comentar post

Fazer olhinhos
OBEMEOMAL
PROCURE AQUI
 
ULTIMAS NOVIDADES

FELIZ ANO NOVO 2013

UMA PRENDA NO SAPATINHO ...

A FORÇA DO VOTO EM ( ...

PAÍS AMALDICOADO

PORTUGAL A DUAS MARCHAS

...

AJUDE CONTRIBUA PARA UMA ...

AJUDE NÃO DOI NADA

SABÃO AZUL E BRANCO A VER...

CÁI A TESE DA CASA DE E...

TUDO ISTO AQUI É MEU

Dezembro 2012

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Dezembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds